Sem Título 4.001

Com o crescimento do mundo digital e seus adeptos, o comércio online cresce  e muito, todos os dias!

Segundo dados da E-bit, pelo menos 51 milhões de brasileiros já utilizaram a web, pelo menos uma vez, para fazer compras.

Dados como esse sempre trazem a pergunta:  O comércio online vai acabar com o comércio tradicional?

A minha resposta é NÃO! Esse novo cenário traz, sem dúvida, necessidade de mudança, por parte desses varejistas do mundo físico.  Mais do que nunca, só movimento vai gerar movimento para as suas lojas.  E o principal movimento é o para melhorar a experiência do Cliente em cada contato dele com a marca.

É preciso calibrar o GPS da marca!!!

GPS é como chamo o foco nos 3 pilares do varejo moderno e de sucesso.  G de gente, P de processos e S de sistemas.

1. A sua loja tem que ter as melhores pessoas, oferecendo um atendimento de forma calorosa, humana e competente!

2. A sua loja tem que ter processos que facilitem a vida de todos (Fornecedores, Equipe e Clientes): Processo de compras, de vendas, de troca, por exemplo.  Os processos têm que ser simples, escritos, acreditados e revisados.

3. A sua loja tem que ter sistemas perfeitamente adaptados aos processos e também que facilitem a vida de todos (Fornecedores, Clientes e equipe):  Software de gestão bem cuidados com informações atualizadas e que ajudem na tomada de decisão.  Website com conteúdo relevante, visual impactante e que seja uma espécie de filial da sua loja física.  Sem falar de um bom uso das redes sociais para se conectar com seus Clientes.

Com o GPS calibrado, a sua loja vai continuar na cabeça e no coração dos Clientes e assim evitando que ela desapareça do mapa do Cliente, sendo trocada por um “destino” online.

As lojas online têm crescido muito e ainda há muita oportunidade para que cresçam mais ainda, porém há também muita oportunidade para as lojas físicas, pois muita gente deixou de comprar em lojas online por problemas com trocas e devoluções.  Segundo os dados da E-bit, 47% dos Clientes passaram a comprar menos por causa desses problemas.

Percebendo essa fraqueza e procurando criar mais d!f3r3nc!4!s, algumas lojas online estão fazendo um movimento bem interessante para o mundo físico.

Já falei sobre alguns passos da Amazon com sua “vending machine” de Kindle: http://fredalecrim.com.br/2014/01/12/amazon-coloca-os-pes-no-varejo-fisico/

Mas há outros exemplos de marcas que tinham atuação exclusivamento online como Myntra, Zivame e Bluestone.

Essas marcas estão se movimentando, cada uma do seu jeito, para marcar presença também no mundo físico.  Algumas estão abrindo lojas enquanto outras estão montando “showrooms” onde o Cliente possa experimentar seus produtos.

A ideia é tornar suas marcas ainda mais conhecidas, relevantes e claro, vencer os concorrentes (online e offline) na busca da preferência e recomendação dos Clientes.

A BlueStone, marca online que vende jóias, abriu espaços em 3 cidades da Índia onde os Clientes podem experimentar seus produtos.  Segundo a marca, tocar e sentir uma jóia ainda é considerado fundamental na decisão de comprar ou não.

Myntra é o maior ecommerce de moda da Índia e também está fazendo esse movimento.  A marca vai abrir lojas físicas.

Já a varejista online de roupas íntimas Zivame já começou um projeto piloto chamado trial rooms (algo como: provadores).  Espaços físicos onde as pessoas podem experimentar seus produtos antes de comprar.  A marca também tem um outro projeto na direção do mundo físico chamado home try on (experimente em casa).  Eles mandam as roupas para a casa dos Clientes, sem custo, para que eles experimentem.

Zivame

A descolada marca de óculos Warby Parker que antes existia apenas no mundo online já fez esse movimento e agora também vende seus óculos em lojas físicas.  A marca já possui mais de 10 pontos divididos em lojas e provadores.  As lojas são uma experiência que mistura o offline (experimentar os óculos) e o online (as compras mesmo dentro da lojas, são realizadas online).  Os provadores estão dentro de outras lojas famosas.  Além disso a Warby Parker também tem o home try on.  Você pode receber em casa até 5 pares de óculos e ficar com eles por até 5 dias, sem custo algum e depois decidir se vai ou não levar algum.

warby

O que essas marcas têm em comum?  Estão se movimentando para quebrar a maior barreira da comprar online de alguns produtos.  O tocar, sentir e experimentar alguns produtos, é fundamental para ins-pirar o Cliente a comprar, como também para diminuir custos e problemas com trocas e devolução.

Sem dúvida, as lojas físicas podem ajudar as marcas online a ganhar mais visibilidade e reputação, construindo uma presença maior no mercado através de uma proximidade com os Clientes.

É claro que algumas lojas físicas também sabem que só movimento gera movimento e além de calibrarem o GPS no mundo físico, estão também se movimentando na direção da atuação online.

Walmart está investindo alto no ecommerce, mirando a liderança da Amazon.

E aí, o seu negócio é online? O que você tem feito para marcar presença no mundo físico.  Ideias como lojas, quiosques, lojas temporárias (pop-up stores) e eventos podem ajudar.  E se o negócio é físico, o que está fazendo para ter uma maior presença online? Loja virtual, website com conteúdo relevante que atraia Clientes, blogs e redes sociais podem ajudar.

O caminho é um só, tudo junto e misturado! É o que chamo de OnOffRe: Sua presença no mundo Online + sua prensença no mundo Offline gerando Reputação, Relacionamento e Resultados para a sua marca.  Uma coisa leva a outra.  Loja bacana faz com que as pessoas procurem por ela na internet, aplicativos, redes sociais etc.  Presença online bacana ins-pira os Clientes a procurar mais informações sobre a marca e pode direcionar Clientes para as lojas.

E aí a sua marca já tem atuação OnOffRe?  Pense e aja, já!

fonte: http://info.abril.com.br/noticias/mercado/2014/03/comercio-eletronico-alcanca-51-3-mi-de-consumidores-no-brasil.shtml