Você que me acompanha aqui no blog sabe que tem duas marcas que estão sempre aparecendo por aqui.  Starbucks e Amazon.  Além de ser fã das duas marcas, elas estão sempre se movimentando, inovando e agindo para continuar sendo relevante paras as pessoas no varejo.

Hoje o papo é sobre a Amazon e seu movimento na direção do varejo físico.

A amazon já tem lojas físicas certo?  Então porque falar dessa nova loja em Chicago?  Porque esta loja traz novidades em relação ao seu formato.  E como toda marca com modelo mental de startup, a Amazon se movimenta como se seus projetos nunca estivessem prontos (eterna versão better) e mesmo uma loja, vai evoluindo a partir das interações com seus consumidores.

No vídeo abaixo você pode conhecer a loja por dentro.

E aí, o que achou?  Eu achei muito massa!

A mais famosa e bem sucedida livraria online do mundo começou a funcionar há 22 anos.  E no mês passado (março 2017), a marca abriu mais uma de suas lojas físicas, desta vez em Chicago.  As lojas físicas da Amazon existem para alguns propósitos.

  1. Se aproximar dos Clientes que ainda não compram online (vale salientar que no ano passado apenas 8,1% de todas as vendas no varejo americano foram online);
  2. Aumentar o faturamento da marca com esses Clientes;
  3. Educar consumidores sobre seus produtos como Kindle e Echo.  Estratégia já utilizada com sucesso pela Apple com suas lojas físicas.

Esse é um movimento ainda recente para a Amazon.  Sua primeira loja física foi aberta em 2015.  Por isso acredito que esse formato ainda vai mudar bastante.  Esta loja de Chicago é a 5a. experiência da empresa no varejo físico.

Como falei acima, eu achei o projeto muito massa!  Nesta loja há o melhor do varejo físico adicionando pitadas interessantes do varejo online.

Alguns pontos dessa loja:

  1. Todos os livros estão posicionados, com as capas, de frente para o Cliente.  Nada de amontoado de livros espremidos em prateleiras.  Livros com capas e nomes impactantes levam vantagem em chamar a atenção do Cliente;
  2. Cada livro tem, ao seu lado, um display mostrando sua avaliação no site da Amazon e um “review”de Cliente;
  3. A loja possui 3.800 títulos;
  4. O estoque da loja é definido, prioritariamente, a partir das avaliações e comentários dos Clientes online.  A maioria das obras no estoque da loja física possuem avaliações em torno de 4,5 a 5 estrelas.  Para continuar vendendo na loja, o título precisa manter, no mínimo, 4 estrelas na avaliação online;
  5. Há espaço para os livros mais populares da cidade e espaço para os livros mais bem avaliados no site da marca;
  6. Os Clientes podem “escanear” a capa do livro com o aplicativo da Amazon e ter mais informações sobre a obra, como também fazer a compra online para receber em casa ou ainda comprra a edição no formato ebook para seu Kindle;
  7. Parece uma loja de eletrônicos com cara de livraria;
  8. Na loja, é possível comprar e aprender mais sobre o gadgets da marca como Kindle, Fire, Fire TV e Echo.  Há, diariamente, cursos rápidos (5 a 7 minutos) tipo tutoriais para ensinar sobre os gadgets da Amazon;
  9. A loja tem uma área bem legal para tomar um café (É a segunda loja da marca com um café);
  10. Há também produtos para cozinha como liqüidificadores e ainda vende jogos e vinil também avaliados a partir de 4,5 estrelas.

Abaixo algumas fotos mostrando alguns detalhes da loja:






Acho que quando dizem que a loja físico não morreu, ela se digitalizou, essa loja da Amazon é um exemplo disso!

Forte abraço, sucesso!

Se quiser ler outros movimentos da Amazon que já apareceram aqui no blog, é só clicar no link:

http://fredalecrim.com.br/?s=amazon

 

fontes:
http://www.chicagotribune.com/business/ct-amazon-bookstore-chicago-opening-0320-biz-20170318-story.html
http://www.businessinsider.com/amazon-bookstore-chicago-2017-3/#for-people-interested-in-learning-about-echo-and-kindle-devices-the-store-offers-flash-courses-5-7-minute-tutorials-every-friday-through-sunday-19