fbpx

Pare de Gastar Assim

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

É comum gastarmos para satisfazer os nossos desejos. A compra do carro do ano, do celular mais moderno, da televisão de última geração, entre outros anseios. 

Talvez você se pergunte: O que há de errado nisso? Se você tem poder aquisitivo para ter posse dos bens que deseja, ou se planejou financeiramente para adquirir o produto sem desorganizar sua vida financeira, não há nenhum problema.

O problema está quando você compra por impulso, gasta mais do que ganha, não se planeja e aí compra um determinado produto em dez, quinze ou vinte parcelas, com elevadas taxas de juro, pagando duas vezes o valor do produto, que poderia ser comprado no médio ou longo prazo. 

O curioso nesta situação, é que muitas pessoas que agem assim, afirmam que não realizam planejamento financeiro, porque não tem dinheiro. Dizem que o que ganham, mal dá para pagar as despesas básicas, poupar para imprevistos ou emergências, nem pensar. Elas têm dinheiro para comprar produtos, muitos deles supérfluos, pelo dobro do preço, para atender aos seus caprichos. Mas, não tem dinheiro para planejar sua vida financeira.

É comum encontrarmos pessoas que vivem reclamando que ganham pouco, pagar elevadas taxas de juro na compra de produtos. Utilizam o cartão de crédito de forma desenfreada, muitas vezes atrasam o pagamento do cartão referente as inúmeras compras realizadas sem planejamento, consequentemente pagam mais juros e multas por atraso, pagando duas ou três vezes mais pelos produtos que adquirem. Realizam péssimos negócios, que consomem todo o seu dinheiro, como consequência, recorrem aos bancos e contraem empréstimos para pagar as contas. Acabam entrando em um círculo vicioso, ficam sem dinheiro porque tem que pagar empréstimos, e faz mais empréstimos porque ficam sem dinheiro. Contraem dívidas, que podem levar ao descontrole da sua vida financeira.

Conclusão: Muitas pessoas alegam que ganham pouco, mas compram tudo mais caro e ainda jogam dinheiro no lixo pagando elevadas taxas de juro.  

Aquela compra sem entrada do produto tão desejado, agora também é sem saída. Aquele produto que poderia ser a realização de um sonho, agora se transformou em um pesadelo. A alegria pela aquisição do produto, se transformou em tristeza, mal conseguirá usufruí-lo, porque usará a maior parte do seu tempo para trabalhar para conseguir honrar com os seus compromissos. Este indivíduo se tornou escravo do sistema financeiro, trabalha, trabalha e mal consegue pagar as contas, e o pior, mal consegue dormir, comprometendo a sua qualidade de vida, a sua saúde, o que fará gastar mais dinheiro, só que agora, com remédios. Como forma de justificar sua desorganização financeira, alega que ganha pouco.

Portanto, o meu conselho é: “Pare de gastar assim”.

Como? 

Seguem duas dicas para quem está nesta situação:

Dica 1: Mude o seu comportamento. Faça uma autoavaliação: Eu realmente necessito adquirir tal produto, neste momento? Posso poupar e comprá-lo à vista com desconto? É um produto de necessidade básica ou é supérfluo? Eu quero comprar o produto por desejo ou necessidade?

Dica 2: Aplique o P.O.D.Planeje-se, Organize-se e seja Disciplinado.

Planeje-se, aprenda a realizar um planejamento financeiro e não aja por impulso. Não importa se você ganha um salário mínimo ou dez, a experiência mostra que quando não há planejamento, gasta-se mais do que se pode. Organize-se, procure registrar no mês anterior as suas receitas. Mas só registre aquilo que é certo receber. “Não conte com o ovo antes da galinha botar”. Seja realista. Registre todas as despesas e os respectivos valores, que você terá que pagar no próximo mês; classifique as despesas em: é essencial; não é essencial e (?) não sei. Com certeza o que estiver com (?) ponto de interrogação poderá esperar. Dê prioridade as despesas essenciais, o que não é essencial pode ser comprado se sobrar dinheiro. Exclua da lista o que você não sabe se deve ou não comprar. Seja disciplinado, procure gastar apenas aquilo que está registrado, assim você não vai gastar mais do que ganha. Está pronto o seu plano financeiro.

O plano financeiro é um contrato que você faz com você mesmo. Cumpra-o. Você P.O.D.

Pesquisas apontam, ao escrever você aumenta em 60% as chances de alcançar seus objetivos.

Aplicando o P.O.D. você fará seu dinheiro render mais, terá sua liberdade financeira de volta, terá melhor qualidade de vida e será mais feliz.

 

Se tiver algum problema para organizar a sua vida financeira, conta comigo.

Sou especialista em planejamento financeiro e/ou na organização do orçamento familiar. 

Meu contato é: whatsapp: (84) 98813-8180 ou e_mail: marcelobave@gmail.com., 

Marcelo Bavelloni é consultor estratégico financeiro, administrador de empresa pela PUC/SP, pós-graduado em MBA em Gestão Empresarial/FGV, MBA em Marketing/FGV com extensão na UCI/EUA e MBA Gestão Financeira, Controladoria e Auditoria pela FGV, prestou serviços para empresas como: a Pepsico Internacional, BJ Services, Telemar/Oi, Grupo Capuche, Hotel Barreira Roxa, Hotel SEHRS, UnP/Laureate, Vale do Para, Art&C, Grupo Vila, CVC, entre outros. Suas principais habilidades são: Análise de Sistemas e Consultoria nas seguintes áreas: Estratégica, Financeira, Marketing e Tecnologia da Informação. Atualmente é sócio-diretor da M Bavelloni Consultoria Empresarial e Consultor/Palestrante da Uaugomais, SEBRAE Nacional, SEBRAE/RN e professor convidado de algumas universidades.

Não deixe as tendências se tornarem pendências, se inscreva agora em minha curadoria!

VAREJO COM SIGNIFICADO

Se inscreva para receber em primeira mão tudo o que produzo para e sobre o Varejo. Tendências, dicas, reflexões, oportunidades etc.

VarejoCast

Ouça agora! Escolha sua plataforma preferida:

Spotify
Apple Podcasts
YouTube Music
Soundcloud

VarejoCast

Ouça agora! Escolha sua plataforma preferida:

Spotify
YouTube Music
Soundcloud
Apple Podcasts