fbpx

Qual influenciador digital sua marca deve contratar?

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Qual influenciador digital sua marca deve contratar?

 

Pra começar, você conhece esse termo, certo?

É cada vez mais comum e para alguns virou até profissão.

E eu percebo que essa prática até já passou por evoluções: 

 

Estamos agora na era 3.0 dos digital influencers, ou melhor, dos influenciadores digitais.  

 

Como assim?

Deixa eu te explicar as 2 primeiras antes:

A era 1.0, foi aquela dos grandes influenciadores, dos personagens conhecidos que começaram a cobrar para divulgar produtos e serviços. Ficou marcada por alguns problemas de omissão de influenciadores falando bem de marcas sem deixar claro que estavam sendo pagos por isso. O que, mesmo dando certo para alguns negócios, gerou um certo descrédito em relação a prática e a alguns desses influenciadores. 

Essa era evoluiu, continua funcionando para algumas empresa e nos deixou muitas lições:

  1. Cuidado para escolher certo o influenciador Digital (ID);
  2. Não focar apenas em seus números;
  3. Checar se valores do ID batem com os da sua marca;
  4. Priorizar a transparência e a ética com o mercado. 

Mas, como tudo evolui, essa prática também evoluiu.  Chegou, então, a era 2.0, a vez dos Microinfluenciadores. 

Influenciadores locais, que pertecem e servem a uma comunidade específica, e tem seu alcance limitado a ela. 

Elas ainda está em curso, porém… 

Já chegamos na era 3.0, que volta ao básico.

E para explicar ela eu vou contar pra você um caso real:

Há duas semanas recebi num curto espaço de tempo umas 50 mensagens diretas em diversas redes sociais das quais faço parte, todas sobre o mesmo assunto, um fato ocorrido num supermercado da minha querida Natal/RN.  

O que aconteceu?

Uma consumidora foi surpreendida. 

Surpreendida de tal forma que fez questão de escrever um belo texto e compartilhar em suas redes. E as várias mensagens continham prints dessa postagem. 

Ela se chama Patrícia Suely.   Patrícia foi até esse supermercado fazer compras. Estava acompanhada de seu filho de colo, que nos primeiros minutos da compra, ainda nos primeiros corredores, foi para os seus braços e adormeceu. 

Patrícia pegou aquele carrinho com bebê conforto, mas seu filho não quis ficar lá. Preferiu o ombro da mãe (é mais confortável, não!?). 

Isso impediu ela de seguir as compras, pois é praticamente impossível conduzir um carrinho de compras, pegar produtos nas gondolas e segurar uma criança nos braços ao mesmo tempo. 

Assim, deixou a lista de compras “para lá”, pegou apenas um pouco de carne e quando estava indo embora…   

Um funcionário percebeu sua situação e ofereceu ajuda; Ela agradeceu, mas disse não, obrigada.

E agora vem o motivo da supresa:

O mesmo funcionário insistiu e a informou que a empresa disponibilizava a todos os clientes que precisassem, uma pessoa para acompanhar a compra e empurrar o carrinho, gratuitamente, sem condições mínimas e sem tempo máximo. 

UAU!

Entendeu o motivo da postagem e da repercussão? 

Este relato viralizou nas redes sociais, chegando a mais de 16 mil curtidas, 45 comentários e 6,4 mil compartilhamentos na página da Patrícia no facebook.

Sem-Título.001-300x169 Qual influenciador digital sua marca deve contratar? - Fred Alecrim 

 

 

 

 

 

 

 

Isso vale mais do que qualquer propaganda de uma empresa, concorda?

E a Patricia representa bem a Era 3.0, a nova era de influenciadores digitais. Aqueles que sem filtro algum falam de suas experiências, abrindo seus corações, sendo verdadeiros e sem ganhar nada por isso. Fazem por satisfação, gratidão, reconhecimento e felicidade. 

Não tenho dúvidas que isso gera muito mais valor e faz mais bem para a reputação de uma marca do que qualquer outra coisa paga.

 

Sim ou não?

Mas, para isso precisa ter gente que gosta de gente; processos internos empáticos; e muita V.I.D.A. dentro da empresa*. 

Ah, V.I.D.A. é mais um acróstico que criei, que significa vontade incondicional de ajudar.

Você tem V.I.D.A.? 

Vontade Incondicional De Ajudar

Já vivenciou ou testemunhou alguma história como essa?  

Me conta aqui, por favor! Vou adorar conhecer 😉

Não deixe as tendências se tornarem pendências, se inscreva agora em minha curadoria!

VAREJO COM SIGNIFICADO

Se inscreva para receber em primeira mão tudo o que produzo para e sobre o Varejo. Tendências, dicas, reflexões, oportunidades etc.

VarejoCast

Ouça agora! Escolha sua plataforma preferida:

Spotify
Apple Podcasts
YouTube Music
Soundcloud

VarejoCast

Ouça agora! Escolha sua plataforma preferida:

Spotify
YouTube Music
Soundcloud
Apple Podcasts